Autor do logotipo dos JO Tóquio’2020 enfrenta nova acusação de plágio

O autor do logótipo dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, Kenjiro Sano, que enfrenta uma acusação de plágio, renunciou esta sexta-feira à autoria de uma série de imagens que integram a campanha publicitária a uma cerveja sem álcool.

A MR Design, empresa de Kenjiro Sano, anunciou em comunicado ter pedido à marca que comercializa a bebida que não utilize oito das 30 ilustrações criadas por Sano.

“Surgiram na internet comentários que podem indiciar problemas de direitos de autor com algumas imagens”, refere o comunicado.

A empresa garante que está a investigar o assunto, mas considera prudente retirar as imagens.

A decisão surge pouco tempo depois de Kenjiro Sano e da sua empresa terem sido acusados de plágio no logotipo dos Jogos Olímpicos Tóquio’2020.

No início de agosto, o designer belga Olivier Debie processou o Comitê Olímpico Internacional (COI) para tentar impedir a utilização do logotipo dos Jogos Tóquio’2020, por entender que este é um plágio de uma obra sua.

Debie alega que o logotipo de Tóquio’2020, revelado em julho, é muito idêntico a um que desenhou para o Teatro de Liége.

Na sequência da polêmica gerada pelas declarações de Olivier Debie, Kenjiro Sano, garantiu que o desenho é uma obra sua.

“O desenho nasceu da minha imaginação, é uma obra da minha”, disse, considerando que as acusações de plágio são “tristes e infelizes”.

Fonte: Record

Esta entrada foi publicada em Plágio de Logotipo e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *